domingo, 1 de julho de 2012

Olhar

Quando o olhar se solta, vê o que não veria preso.
Solto vai mais longe sem contudo, sair do lugar.
Não importa onde, se o olhar for profundo, ele vê até o infinito que é exatamente até onde eu amo você.

Um comentário:

Gusta Fernandes disse...

As palavras mais bonitas, cortadas...

Um dia encontrarei um amor assim, mesmo que ainda acredite que isso possa ferir minha liberdade.

Dois beijos!